sexta-feira, 10 de abril de 2009

A Este tudo de novo!

É a primeira lua cheia depois do equinócio de Primavera que determina, todos os anos, a data em que se celebra a Páscoa: no primeiro Domingo que se lhe segue.
A celebração do Domingo de Páscoa logo após a Lua Cheia, permitia aos peregrinos que se dirigiam para as terras sagradas, caminharem de noite sob a luz da lua, assim se compreendendo a mobilidade deste feriado, que todos os anos segue o fiel candeeiro natural do nosso planeta.



Como a maioria dos antigos festivais pagãos, o Equinócio da Primavera foi cristianizado pela Igreja na Páscoa, que celebra a ressurreição de Jesus Cristo.
A Páscoa, em inglês "Easter", deve o seu nome à deusa da fertilidade, Eostre (saxónica) ou Ostara (germânica), tendo recebido oficialmente o nome da Deusa após o fim da Idade Média, e que significa "movimento em direcção ao sol nascente", simbolizando da melhor forma, as forças de renascimento e renovação.

Como quase todas as festividades religiosas cristãs, também a Páscoa é enriquecida com inúmeras tradições pagãs, como os ovos de Páscoa e o coelho. Os ovos eram símbolos antigos de fertilidade oferecidos à deusa. O coelho, animal conhecido pelo seu potencial reprodutor, símbolo de renascimento e ressurreição, é o animal sagrado da Deusa Ostara.


(imagem de Acorn Hollow, site inspirador para trabalhos com crianças)

Por aqui... estou hoje com as crianças a fazer um altar a Ostara, com flores, ovos pintados, sementes, amêndoas, cristais, desenhos coloridos da deusa e animais, penas de aves e incenso. Celebrando a vida, o amor, a mudança de estações, os ciclos de vida e morte e os eternos recomeços.

Quando estiver pronto mostro :)

Páscoa Feliz!

2 comentários:

Sou o pó das estrelas disse...

Adorei o colorido e a alegria do post! Boa Páscoa!

Banalidades disse...

Que bom estar sempre ocupada com a alegria que coloca em tudo o que faz, Caracoleta!
Que interessante esta sua ideia. Adorei os esclarecimentos que tão bem aqui nos dá. Obrigada. Boa Páscoa.