segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Prioridades




E tu?... Qual é a tua visão motivadora?

Vejo muitas pessoas focadas em ganhar o euromilhões, mas quando pergunto o que fariam com tanto dinheiro, raramente há uma resposta concreta.
"Fazia muita coisa", "vivia melhor", "deixava de trabalhar", "ajudava muita gente"...
Mas que coisas fazias?
Vivias melhor como?
Deixavas de trabalhar e o que fazias com os teus dias?
Ajudavas as outras pessoas de que forma? Que pessoas? Do que é que elas precisam?

De que precisas tu?
"Sei lá... isso depois logo se via..."

Não há foco num objetivo... não há visão... não há sonho...
Há o estado emocional da carência. "Não tenho, não posso.. se ao menos tivesse, se ao menos pudesse..."

E que tens tu neste momento? O que podes fazer neste momento?

O dinheiro pode trazer-te muitas coisas, mas não pode trazer sentido à tua vida, se esse sentido não existe já dentro de ti.

Que grande sonho tens na tua vida? Que te faz sorrir, chorar de emoção, ou bater forte o coração só de te imaginares dentro dele?

O dinheiro, só por si, não tem valor. O teu sonho sim.
O sonho tem mais valor do que o dinheiro, porque o sonho comanda a vida, o dinheiro - sem sonho - estrangula-a.
O dinheiro antes do sonho, não te realiza, mas pode destruir-te.

O mundo está cheio de dinheiro e de pessoas infelizes.
Primeiro, procura o teu sonho. O dinheiro virá a seguir.
Qualquer Escola terá mais sucesso se oferecer espaço e tempo para a descoberta e nutrição dos sonhos, em vez de treinar freneticamente, ao som de gritos e campainhas, para a competição por um lugar no mercado de trabalho.
Porque uma coisa vem antes da outra e nunca ao contrário.

Prioridades.
Um lugar no mercado de trabalho não é muito diferente de um lugar no cemitério.
Que interessa o lugar do corpo, quando não há lugar para a tua alma?
Quem és tu quando estás feliz?
Qual é a tua paixão?
O que faz bater o teu coração?
Sente-o, viaja para lá, agora, neste instante.
O que vês?
O que ouves?
Que cores tem?
Que cheiros?
Que textura?
Que temperatura?
Sente-o.
Sente-o em abundância.
Sorri e partilha.
Já és rico.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Wherever you are...


'Stand still. The trees ahead and bushes beside you
Are not lost. Wherever you are is called Here,
And you must treat it as a powerful stranger,
Must ask permission to know it and be known.
The forest breathes. Listen. It answers,
I have made this place around you,
If you leave it you may come back again, saying Here.
No two trees are the same to Raven.
No two branches are the same to Wren.
If what a tree or a bush does is lost on you,
You are surely lost. Stand still. The forest knows
Where you are. You must let it find you'.

'Lost', by David Wagoner, 1976

Créditos da Imagem